Tanabata Matsuri

A primeira vez que eu comemorei o Tanabata Matsuri foi em 2015. Me tornei a primeira brasileira a aprender com os japoneses (sem sair de casa nem do país) a fazer os pedidos às estrelas Altair e Vega através de tanzakus e outros ornamentos pendurados nos galhos do bambu. Achei interessante e como uma excelente admiradora respeitosa da cultura japonesa encontrei na internet referências sobre o assunto. Desde então, passei a comemorar o Tanabata todos os anos, de preferência no dia 7 de julho. E eu acreditava que as 2 estrelas atenderiam os pedidos. E, com certeza, atendem!

Bem, só lembrando que no dia 7 de julho vai ter o Festival das Estrelas e você está convidado! Se você tem o bambu, faz o seguinte: decore-o com tirinhas de papel e não se esqueça do tanzaku. Se não tem bambu, não tem problema: ou desenhe seu bambu no papel A4 ou imagine um antes de fazer o pedido. Pra isso, a gente te dá uma forcinha pra que dê tudo certo. Contamos com a ajuda dos dois personagens do meu livro Contos e Temas Livres - Ryusei, o Riyu Tyango (O Astro do Dragão) e a starwisher Laura Sheridan - que vão te explicar do que se trata e vão te ensinar (passo a passo) a fazer um pedido às estrelas Altair e Vega na noite do dia 7 de julho. Preparado? Então vamos lá!

Tanabata Matsuri (japonês: 七夕祭り, "Festival do Tanabata"), ou simplesmente Tanabata (japonês: 七夕, jukujikun significando "Sétima Noite", ou, raramente, 棚機, significando algo como "Ponte do Tecelão"), é uma comemoração de origem japonesa que ocorre na sétima noite do sétimo mês do ano. 

Atualmente o Tanabata é uma das maiores festas populares do Japão. É realizado em diversas cidades, o mais tradicional é o de Miyagui, que se realiza em agosto, aproveitando as férias de verão das escolas japonesas. 

No Brasil o primeiro festival Tanabata foi realizado na cidade de Assaí no Estado do Paraná no ano de 1978. 

Na mitologia japonesa, este casal é representada por estrelas situadas em lados opostos da galáxia, que realmente só são vistas juntas uma vez por ano: Vega (Orihime) e Altair (Kengyu). 

Com o nome de "Festival das Estrelas", o Tanabata Matsuri é realizado na cidade de São Paulo, na Praça da Liberdade, no mês de julho, desde 1979.


Esta é a principal comemoração anual do bairro, incluída no Calendário Turístico do Estado e do Município de São Paulo:

- as ruas a praça são decoradas com grandes ramos de bambu ornamentados por enfeites de papel colorido que simbolizam as estrelas;
- tanzaku (短冊), pequenos pedaços de papel onde as pessoas colocam seus pedidos, são pendurados nesses bambus;
- são realizados também apresentações de tambores Taikô, danças folclóricas e shows de cantores.


Tanzaku (短冊) são pequenos bilhetes onde as pessoas fazem seus pedidos e os prendem em bambus no dia do Tanabata. Este costume teve origem no ano de 1818. Os papéis, tradicionalmente, possuem as seguintes cores:

- branco (paz);
- amarelo (dinheiro)
- verde (esperança)
- vermelho (paixão)
- rosa (amor)
- azul (proteção dos céus).

Os bilhetes com os pedidos são queimados no final da festa para que os desejos cheguem ao céu. Segundo a Lenda, as estrelas Altair e Vega realizarão o pedido.

No Japão, a maior comemoração do Festival Tanabata - derivado do nome da divindade Tanabatatsume - é realizado na cidade de Sendai, capital da província de Miyagui, onde são erguidos mais de três mil mastros de bambus ao longo de suas ruas centrais atraindo milhões de visitantes. Em São Paulo, no Bairro da Liberdade, mais de 100 mil pessoas celebram a data com inúmeros festejos.

Há uma canção tradicional de Tanabata que é ensinada praticamente a todas as crianças japonesas:

(Japonês)
ささのは さらさら
のきばに ゆれる
お星さま きらきら
きんぎん すなご

ごしきの たんざく
わたしが かいた
お星さま きらきら
空から 見てる

(Romaji)
Sasa no ha sara-sara
Nokiba ni yureru
Ohoshi-sama kira-kira
Kingin sunago

Goshiki no tanzaku
watashi ga kaita
Ohoshi-sama kirakira
sora kara miteru

(Tradução)
Folhas de bambu a sussurrar
suas folhas a balançar.
Estrelinhas a brilhar
grãos de ouro e de prata.

Tiras de papel de cinco cores
eu mesmo(a) que escrevi.
Estrelinhas a brilhar
Eles veem lá do céu.



Se você tem bambu na sua casa, faz o seguinte: Escolha uma ou mais tiras de papel, escreva o seu pedido e pendure nos sassadakes para que Vega e Altair atendam o seu desejo e, assim, eles possam encontrar-se mais uma vez depois de um longo ano.

Se não tem bambu, não se desespere: aqui vão as instruções pra você fazer um pedido às estrelas e ter seu pedido atendido:

- Primeiro pegue o papel colorido - ou um papel origami. Tem que ser uma folha de cada cor. São sete: vermelha (coragem, paixão), amarela (riqueza, prosperidade), verde (esperança), azul (proteção divina), violeta (espiritualidade), rosa (amor) e branca (paz). 

- Clique na foto em cima (essa que você está vendo), vá direto ao link da foto, clique em "salvar como" com o botão direito do mouse e depois imprima a ilustração antes do procedimento com os tanzakus.

- Em seguida, recorte de 3 a 7 tiras de papel colorido, do tamanho de um "tanzaku". Depois olhe para o céu estrelado. 

- Em cada tanzaku de cada cor, escreva seu pedido correspondente. Ex.: se a cor é rosa, escreva assim: "desejo às estrelas Altair e Vega que o nosso namoro dê certo." Faça seu pedido com fé. 

- Depois pendure o tanzaku no galho do bambu desenhado na ilustração já impressa. Espere, pois as estrelas Altair e Vega irão conceder seus pedidos! 

Você também pode pendurar seus tanzakus no bambu de verdade, como nossos japoneses fazem todo ano!

Se quiser fazer um tanzaku que é a sua cara antes de fazer o pedido e pendurá-lo no galho do bambu, aí vai um tutorial (via You Tube) pra prestar atenção antes de pôr em prática!



Seja criativa, procure na internet outras opções de tanzakus e como fazer, e crie tanzakus antes de fazer um pedido às estrelas!


Fonte: Wikipédia



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palestra 30: "Nas asas do pássaro azul, a alegoria da felicidade em massa"

Conheça Ritinha, a mais linda das sereias da novela "A Força do Querer"

Palestra 16: "Cinquenta tons de Kama Sutra"